Created with Snap

Notícias

O mandato da multiplicação

Nenhum Comentário

2019Texto-base: “E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra. E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento. E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento; e assim foi. E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto” (Gênesis 1.28-31).

Introdução: Em Gênesis 1.28 encontramos a primeira bênção de Deus ao homem, junto a sua primeira ordem: “Sejam férteis (frutifiquem) e multipliquem-se”. Apesar de que essa ordem é unanimemente entendida em termos biológicos, vamos ressaltar o seu valor espiritual.

1. Fomos abençoados para a multiplicação: Deus não apenas criou o homem, mas o abençoou para cumprir o propósito da multiplicação. Deus te abençoou, ou seja, já te deu a condição de viver a multiplicação. Deus criou o homem como a coroa da criação. O homem reflete a imagem de Deus. Você não entrou apenas no ano de 2019, o Ano da Multiplicação, mas você foi abençoado pelo Altíssimo para viver o melhor ano da sua vida. Em cada dia deste ano lembre-se que você foi abençoado para viver a multiplicação em todas as áreas da sua vida.

2. “Frutificar e multiplicar”: Analisando o uso e desenvolvimento de Gênesis 1.28 nas Escrituras, perceberemos que esse é um tema bíblico-teológico. Após o dilúvio esse mandato é reiterado a Noé e sua família: “…povoem abundantemente a terra e frutifiquem, e se multipliquem sobre a terra”. A mesma linguagem é usada posteriormente na promessa de Deus a Abraão e aos patriarcas: “E Deus Todo-Poderoso te abençoe, e te faça frutificar, e te multiplique, para que sejas uma multidão de povos; e te dê a bênção de Abraão, a ti e à tua descendência contigo, para que em herança possuas a terra de tuas peregrinações, que Deus deu a Abraão” (Gn 28.3-4). “Disse-lhe mais Deus: Eu sou o Deus Todo-Poderoso; frutifica e multiplica-te; uma nação, sim, uma multidão de nações sairá de ti, e reis procederão dos teus lombos” (Gn 35.11). O povo de Israel alcançou parcialmente essa bênção no Egito: “E me disse: Eis que te farei frutificar e multiplicar, e tornar-te-ei uma multidão de povos e darei esta terra à tua descendência depois de ti, em possessão perpétua” (Gn 48.4). “E os filhos de Israel frutificaram, aumentaram muito, e multiplicaram-se, e foram fortalecidos grandemente; de maneira que a terra se encheu deles” (Ex 1.7).

Entretanto, Israel pecou e continuou a pecar, e por causa disso sofreu o julgamento e a dispersão. Esse é um dos principais motivos para não vivermos a multiplicação, o pecado. Em 2019,  no Ano da Multiplicação, decida viver uma vida de aliança, de santidade; decida viver a multiplicação em todas as áreas da sua vida. E é no exílio que a fórmula reaparece, e Deus promete reunir Seu povo novamente: “E Eu mesmo recolherei o restante das minhas ovelhas, de todas as terras para onde as tiver afugentado, e as farei voltar aos seus apriscos; e frutificarão, e se multiplicarão” (Jr 23.3).

O apóstolo Paulo, ao se referir à palavra da verdade do Evangelho, faz uso do termo de Gênesis 1.28 em Colossenses 1.6, mostrando que, onde o primeiro Adão falhou em multiplicar, o segundo Adão (Jesus Cristo) alcançou êxito. “Graças damos a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, orando sempre por vós, desde que ouvimos falar da vossa fé em Cristo Jesus, e do amor que tendes a todos os santos, por causa da esperança que vos está reservada nos céus, da qual antes ouvistes pela palavra da verdade do Evangelho, que já chegou a vós, como também está em todo o mundo, frutificando e crescendo, assim como entre vós desde o dia em que ouvistes e conhecestes a graça de Deus em verdade” (Cl 1. 3-6).

3. Quando Deus nos manda fazer algo, Ele sempre providencia tudo que precisamos para obedecê-Lo: Deus nunca vai te pedir algo sem primeiro te dar toda a condição de fazer o que lhe pede. Podemos ver isso nos versos 29 a 31 do capítulo 1 de Gênesis: “E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento. E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento; e assim foi. E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto” (Gênesis 1.29-31).

O mesmo pode ser visto no capítulo 2 de Gênesis, que começa contando de uma forma mais detalhada o que aconteceu na história da terra desde o sexto dia. Nesse capítulo vemos a misericórdia e a graça de Deus, pois Ele providenciou tudo que era necessário para o homem cumprir o mandato de Gênesis 1.28. “Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra!”. Deus deu Seu próprio Espírito para vivificar o homem; Deus o colocou num jardim com toda a comida e outras coisas necessárias para viver, e Deus deu a Adão uma companheira, uma esposa como auxiliadora. Ela foi dada para ajudá-lo a cumprir o mandato de Gn 1.28. “Sujeitai-a e dominai sobre todos os animais […]”. Deus já fez o início para o homem: Ele mesmo plantou o jardim. Mandou Adão o cultivar e guardar. Não devemos pensar que antes da queda a vida era descanso numa rede, fazendo nada. Pelo contrário! Para sujeitar a terra, para cultivar e guardar um jardim, precisava de trabalho. Trabalho não é um resultado da queda. Faz parte da nossa criação. Fomos criados para trabalhar. Podemos ver isso nos versículos 10 a 14 do capítulo 2. Os rios do jardim já são autoestradas para o homem viajar, descobrindo novas terras, novos lugares para serem desenvolvidos para a glória de Deus. Em alguns desses lugares Deus já colocou ouro, pedras preciosas. Quer dizer, tem coisas para o homem descobrir. Tem coisas que o homem podia usar para desenvolver a terra e a cultura.

Conclusão: Multiplicação é a palavra a respeito da Lagoinha em nossas vidas. Os dias de 2019 serão de céus abertos de multiplicação para cada ovelha da Lagoinha. Viveremos dias maravilhosos nos quais temos buscado a presença de Deus e encontrado condições de vivermos a palavra profética. E não apenas isso. Vamos receber em 2019 o estabelecimento dessas palavras proféticas em nosso coração. O Senhor vai derramar em nossas vidas esta unção da multiplicação. Deus vai multiplicar todas as áreas da nossa vida. Vamos pular e glorificar a Deus! “Honra ao Senhor com os teus bens, e com a primeira parte de todos os teus ganhos; E se encherão os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares” (Provérbios 3.9,10). Declare em quais áreas da sua vida você vai viver a multiplicação em 2019!

:: Casa de GC