Created with Snap

Notícias

“Deus fará de mim o que Ele quiser” – Entrevista com Fernand

Nenhum Comentário

A frase-título desta entrevista traduz bem o que Deus tem feito na vida desta que é considerada uma das maiores cantoras da música evangélica nacional: Fernanda Brum. Ela está diferente não no aspecto físico – que, aliás, ficou embelezado por causa da gravidez de seu primeiro filho, Isac, que deu as boas-vindas ao mundo no dia 29 de julho. A diferença está no amadurecimento espiritual; a sensação é de que Fernanda Brum está totalmente entregue à vontade de Deus.

Nesta entrevista, concedida com exclusividade à Agência DT, Fernanda surpreende contando momentos marcantes de sua vida, como o fato de ter perdido dois bebês em períodos de gravidez anteriores. Ela fala sobre a experiência do pastorado que tem vivido juntamente com seu esposo, Emerson Pinheiro, e também de seu carinho e amizade por Ana Paula Valadão Bessa, líder de louvor do Ministério de Louvor Diante do Trono. Ela conta também como foi a experiência de ter ‘gerado’ o CD “Quebrantado Coração” na sala da casa de Ana Paula. Ela ainda revela: “Pretendo ter mais filhos; quero ter a Rebecca ou o que Deus mandar”.

Lagoinha.com: O Senhor tem lhe presenteado com vários momentos especiais; entre eles, o da consagração ao pastorado de você e de seu esposo. Quando e como vocês receberam isto? Como têm sido as experiências no ministério pastoral?

Fernanda Brum: Fomos consagrados na Igreja Batista Ebenézer, pelo pastor Gedeão de Souza. Na verdade viajamos há muito tempo exercendo o ministério da Palavra pelo Brasil. Esse foi o meu primeiro chamado, o da Palavra; a música é uma grande ‘desculpa’ para levar a Palavra de Deus, e ao mesmo tempo um tremendo canal para adorá-Lo. Fomos ordenados e legitimados para esse chamado em dezembro de 2002 e tem sido tremendo, pois a unção é dobrada com a responsabilidade para com as almas.

Lagoinha.com: Vamos falar agora de outro momento muito especial em sua vida: a gravidez de seu primeiro filho. Como foi esse período de gestação, tanto física quanto emocionalmente?

Fernanda Brum: Foi um momento tremendo e sobrenatural em Deus. Antes desta gestação eu havia perdido duas. Nunca tive problemas para engravidar, mas no ano passado tive uma enfermidade, um cisto hemorrágico, que me impedia de pegar aviões, pular e me movimentar bruscamente, sob o risco de haver rompimento do cisto e hemorragia. Passei 60 dias em casa, de repouso, e esse cisto ia só crescendo. No final eu teria que ser operada, com o risco de perder um dos ovários. A cirurgia foi marcada para uma segunda-feira, após uma consulta na sexta. Fui curada no final de semana: não havia cisto nenhum na segunda e a cirurgia foi cancelada. Um mês depois descobri que estava grávida em Boston (Estados Unidos), e desde esse dia tenho ministrado sobre o Isac que o mesmo espírito que gerou a Jesus no ventre de Maria e a João Batista no ventre de Isabel foi gerado em mim. Pretendo ter mais filhos; quero ter a Rebecca ou o que Deus mandar. Isac será um instrumento de Deus para essa geração; onde eu não for Deus o levará.

Lagoinha.com: O que Deus lhe falou nesse período de gravidez? Que experiências você e seu esposo, Emerson Pinheiro, viveram?

Fernanda Brum: Vivemos e temos vivido muitas experiências ao mesmo tempo. Deus tem nos falado muito sobre a responsabilidade de nos confiar um homem de Deus para criar, cuidar, apascentar e formar para o campo, e também como temos que ser exemplo disso ainda mais. Temos que estar mais atentos a voz profética de Deus em relação à vida dele.

Lagoinha.com: Você pretende produzir um trabalho especial sobre este momento?

Fernanda Brum: Ainda não temos planos para isso, apenas para o novo CD que gravaremos ao vivo em nossa igreja. Mas se Deus nos direcionar é claro que faremos.

Lagoinha.com: Como ficará a sua agenda?

Fernanda Brum: Minha agenda voltará ao normal de acordo com os convites, e o Isac vai comigo e com o pai!

Lagoinha.com: No seu CD “Quebrantado Coração” você agradece a várias pessoas, entre elas à ministra e líder de louvor do Ministério Diante do Trono, Ana Paula Valadão Bessa. Você diz: “…à Ana Paula Valadão – foi na sala de sua casa que este CD começou a ser gerado…” Conte-nos como foi essa experiência.

Fernanda Brum: Foi tremendo! Eu estava voltando para a casa do pastor Joaquim Cantagalli, presidente da Igreja do Evangelho Quadrangular no bairro Carlos Prates, em Belo Horizonte, que fica localizada na rua de trás da casa do pastor Márcio Valadão, presidente da Igreja Batista da Lagoinha. Resolvi tocar a campainha para contar à Ana Paula uma experiência que eu tinha vivido na sala de cirurgia, quando perdi o segundo bebê. Eu estava esperando para ser anestesiada quando comecei a adorar; eu ouvia o som de outros bebês nascendo e sabia que o meu estava morto, mas comecei a adorar. Cantei a canção “Grande é o Senhor” e comecei a chorar. Enquanto eu chorava o Espírito Santo começou a cantar no meu ouvido a música “Cheiro das águas”, do Ministério de Louvor Diante do Trono. Comecei a falar em línguas. O anestesista chegou perto e não entendia o que estava acontecendo, achava que eu estava chorando de medo. Ele tentou me acalmar, mas Deus estava cantando para mim; o anestesista nunca saberia o que estava acontecendo. Passou esse tempo, mas eu estava muito triste; vivi um luto de quase 1 ano, e esse luto acabou no dia que oramos juntas, eu e Ana Paula. Toquei a campainha sem avisar, conversamos e oramos por horas. Eu precisava ser curada, retomar meu ministério profético, meu real chamado abafado pelos holofotes dos shows e do sucesso da música gospel. Aquele foi um recomeço para mim e sempre serei grata a Ana Paula Valadão por ser um instrumento tão precioso e tão simples.

Lagoinha.com: A cada nova produção percebemos um amadurecimento musical e espiritual. O CD “Quebrantado Coração” veio reafirmar isso. A que você atribui esse amadurecimento?

Fernanda Brum: Eu estava dormindo, precisava crescer. É claro que os CDs traziam almas e mais almas ao Senhor, mas Deus queria mais, muito mais. Ele queria um novo tempo, um tempo de poder, cura, libertação e intensa adoração. Eu o atribuo à tremenda misericórdia de Deus em nos usar. Eu sou uma ‘escrava’ de Cristo, uma apaixonada por Ele, e de mim Ele fará o que quiser. Nada me é precioso; Ele, sim, o é.

Lagoinha.com: Você tem sido honrada de diversas formas. Por exemplo, já recebeu três discos de ouro: “Meu Bem Maior”, “Sonhos” e “O Que Diz Meu Coração”. Seus CDs têm superado marcas de vendas e você é considerada uma das principais cantoras gospel do Brasil. Espiritualmente falando, como você percebe essas bênçãos do Senhor em sua vida?

Fernanda Brum: Esses prêmios são humanos. Sinceramente, conto cópias como almas e acho pouco, quero ganhar mais almas. Claro que percebo o carinho das pessoas, mas não paro de amar. Quero que mais pessoas conheçam o Evangelho por meio da música.

Lagoinha.com: Quando será o seu próximo trabalho musical? Quais são os seus projetos daqui para frente? O que pode contar e adiantar aos internautas do portal Lagoinha.com?

Fernanda Brum: Meu próximo CD será gravado ao vivo em minha igreja. Estamos trabalhando no repertório e isso tem gerado em nós muitas lágrimas de adoração e vitória. Será gravado após o nascimento do Isac, em agosto, e espero que saia até o finalzinho do ano ou no começo de 2004.

Lagoinha.com: Deixe uma mensagem especial a todos os internautas.

Fernanda Brum: Adorem, sejam desesperados e desenfreados por Deus. Isso vale a pena; adorem sem esperar nada em troca. O nosso Deus é fiel, companheiro, poderoso e justo, Ele é Justo…

Ana Paula Costa
redacao@lagoinha.com
Foto: MK Publicita / www.fernandabrum.com.br

Produto indicado para esta seção
Fernanda Brum – Quebrantado Coração
Exalte e Adore ao Deus Altíssimo, com músicas que falam do Seu amor, Seu poder, e como o Espírito Santo está quebrantando corações.
  Mais detalhes…

Tags