Created with Snap

Notícias

Parte da população africana é beneficiada por projeto criado por Hadassa Valadão, integrante do Ministério Gideões

Nenhum Comentário
Foto: spesworld.com

Foto: spesworld.com

Recentemente uma publicação da JayPRO, vinculada a Revista Veja, mostrou a atuação de Hadassa Valadão, filha de Susie Valadão (in memorian), no continente africano. Hadassa é Digital influencer e criou uma grife humanitária, a Spesworld, com o propósito de ajudar comunidades carentes, principalmente a população infantil, com a verba arrecadada pelo projeto.

Hadassa é conhecida na Igreja Batista da Lagoinha como integrante dos Gideões, ligado ao Ministério 24h Diante do Senhor, que tem como função preparar a Igreja para a volta de Jesus. O ministério é interdenominacional, atua em toda extensão do Brasil e outras nações e está presente na Lagoinha Matriz há mais de 15 anos, liderado pelo casal de pastores Paulo Cintra e Ângela Valadão, avós maternos de Hadassa.

Externando o legado da mãe, Hadassa se destaca pelo desejo incansável de suprir as necessidades ou, pelo menos, contribuir para que a população africana tenha condições básicas de sobrevivência. Segundo dados da matéria publicada na Veja, por meio da Spesworld “mais de duas mil crianças de Uganda, na África, têm acesso à educação básica. Elas aprendem a ler, escrever e conhecer melhor a sua cultura. Além disso, outras 400 crianças órfãs africanas são mantidas e ganharam um novo lar, um orfanato que deve ser ampliado com o desenvolvimento do projeto”.

A grife, que carrega no nome as palavras esperança (spes, no latim) e mundo (world, do inglês), vende itens especiais e a verba é totalmente utilizada para despesas do projeto social. A Spesworld também possui planos de contribuição mensal para quem deseja apoiar e se tornar participante dessa obra.

Acesse o site ou a rede social do projeto e seja também um canal abençoador da população africana que tanto sofre com o subdesenvolvimento.

:: Renata Giori