Created with Snap

Notícias

Lagoinha 60 anos: Rede Super abençoa vidas desde 2002

Nenhum Comentário
Foto: Arquivo de Ministério

Foto: Arquivo de Ministério

A história da Rede Super de Televisão tem início com a fundação do canal 15, em 3 de março de 1997, pelos jornalistas Lauro Diniz e Alberico de Sousa Cruz, ex-diretores de jornalismo da Rede Globo, e pelo empresário Ellos Noli. Com sede administrativa em Belo Horizonte, inicialmente, a cobertura se restringia à capital mineira e as transmissões eram feitas apenas por TV a cabo. A emissora foi a primeira a realizar transmissão por fibra ótica no Brasil e a primeira TV betacam de Minas Gerais. Sob o mote “notícia a toda hora”, a programação do canal 15 era dedicada, exclusivamente, ao jornalismo. Em junho do ano 2000, a Rede Super de Televisão passou a operar sob gestão da empresária Liliane Hermeto, do deputado Dalmir de Jesus e de outros quatro deputados.

Com investimentos em infraestrutura, a emissora ganhou, no mesmo ano, transmissão via satélite. A programação era caracterizada, principalmente, pelo gênero talk show, em que uma pessoa ou um grupo de pessoas se junta e discute vários tópicos que são sugeridos e moderados por um ou mais apresentadores.

Foto: Arquivo de Ministério

Foto: Arquivo de Ministério

Em 17 de julho de 2002, a Rede Super de Televisão foi comprada por nossa igreja. A partir de então, passou a trabalhar uma linha editorial voltada ao segmento cristão. Seu slogan era: “Uma TV Diante do Trono”, ressaltando que todo seu conteúdo estava de baixo das mãos poderosas de Deus para louvá-lo e estabelecer sua glória ao transmitir Sua mensagem aos lares. O pastor Ian Alone dava as diretrizes da editoria da programação. Com a visão de ser um referencial de comunicação cristã no Brasil e no mundo, a emissora sempre produziu conteúdos ligados ao evangelho, com a missão de transformar a sociedade por meio da prática e da transmissão dos princípios cristãos.

Em 2008, a TV passou a ser administrada pelo ministério Diante do Trono e com a nova liderança, a emissora adotou um novo slogan: “Rede Super: transformando vidas”. Já em fevereiro de 2010, a emissora passou a ser administrada pelo pastor André Valadão, e em outubro do mesmo ano, a administração passou às mãos do Pr. Márcio Valadão. Em novembro de 2011, a Rede Super ganhou sede própria. As instalações passaram do Bairro Lourdes, região Centro Sul, para o Bairro São Luiz, na região da Pampulha.

Foto: Arquivo de Ministério

Foto: Arquivo de Ministério

A inovação faz parte da história do canal que busca trazer novas grades, cenários e parcerias, mas a marca da TV são nos programas que nasceram logo que ela chegou, como, por exemplo: o programa Profetizando Vidas, apresentado pelo Pr. Márcio Valadão; o Sempre Feliz, apresentado por Márcia Resende, Os Gideões, com a apresentadora e pastora Ângela Valadão e o programa Tio Uli e os Bonecos, apresentado por Tio Uli. Na Rede Super não é medido o “ibope”, mas os frutos que os programas têm colhido para a Igreja de Cristo: vidas. Também não existe espaço para comerciais que incitem a sensualidade, o vício em bebidas ou consumismo. Mas o abraço a empresas e pessoas cristãs, que podem anunciar o seu produto para o público específico que deseja alcançar, que é cristão.

Atualmente, com o lema: “Inspirando você”, a TV permanece com o foco de proporcionar ao telespectador cristão o
alimento diário da Palavra. Agora, digitalizada, continua com grande expectativa de ganhar ainda mais vidas para Jesus por meio da grade de programação e, principalmente, pela transmissão ao vivo dos cultos que chegam a tantos países por meio da internet. Desde o início, o Pr. Márcio sempre fala e continua focado nesta visão: “Onde houver um lugar para ir, nós queremos chegar”. Que você possa acompanhar esse belo trabalho, sendo telespectador e abençoador para que a Rede Super continue transmitindo o amor de Jesus às famílias nos quatro cantos da terra.

:: Renata Giori