Created with Snap

Vida Cristã

Cuidado com as obras da carne

Nenhum Comentário
Foto: pexels.com

Foto: pexels.com

A maior prosperidade e a melhor qualidade de vida que alguém possa ter neste mundo está descrita em Gálatas 5.22: “O fruto do Espírito é amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão e domínio próprio”.

Há muito mais em nossa existência, mas esta é a essência. Sem esses valores, vinculados à presença de Deus em nós, a vida perde o sentido e torna-se muito complicada, principalmente porque costumam ser substituídos pelas atitudes e ações descritas nos versos anteriores:

“As obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como antes vos preveni, que os que tais coisas praticam não herdarão o reino de Deus” (Gálatas 5.19-21).

Existe uma correlação, nem sempre óbvia, entre as obras da carne e o fruto do Espírito. Por exemplo, há quem confunda adultério com amor e idolatria com fé. Portanto, precisamos ficar atentos aos plágios de Satanás. Não aceite imitações. De fato, ele apenas usa o que produzimos, mas quer nos fazer acreditar que seja obra de Deus. Produtos piratas podem danificar nossos aparelhos, nossos corpos e nossas almas.

Outra questão importante é que algumas obras da carne parecem insignificantes e inofensivas, até pelo fato de serem invisíveis, tais como a inveja, a ira, a lascívia etc. Contudo, são apenas sementes que podem produzir obras maiores e danos irreparáveis.

:: Pr. Anísio Renato Andrade

  ibl_site