Created with Snap

Vida Cristã

A Corrupção X O Caráter de Cristo

Nenhum Comentário
Foto: pixabay.com

Foto: pixabay.com

“De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz” (Filipenses 2.5-8).

Não sei você, mas quando vejo de fato o funcionalismo público do Brasil, sempre me pergunto, o que Jesus, como cidadão, faria em meu lugar? Como diz o versículo em destaque, Ele veio à terra em forma humana, Cristo não pecou. Foi 100% homem e 100% Deus. Foi tentado e humilhado. Morto e ressuscitado ao 3º dia.

Examinando a Bíblia, podemos imaginar como Ele agiria diante de tanta corrupção, preconceito, intolerância religiosa, dentre outros temas vividos no dia a dia de alguns que estão envolvidos na política brasileira. Podemos imaginar o que Cristo faria diante desses comportamentos a partir das escrituras sagradas. Como por exemplo, em Mateus 22.17-21, que diz: “dize-nos,
pois: Qual é a tua opinião? É certo pagar imposto a César ou não?” Mas Jesus, percebendo a má intenção deles, perguntou: “Hipócritas! Por que vocês estão me pondo à prova? Mostrem-me a moeda usada para pagar o imposto”. Eles lhe mostraram um denário, e ele lhes perguntou: “De quem é esta imagem e esta inscrição?” “De César”, responderam eles. E ele lhes disse: “Então, deem a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”.

Jesus ensinava acerca do pagamento de impostos que eram cobrados na época. Ele os ensinara a respeito da honestidade e caminhar conforme as normas da lei. Como Filho Unigênito de Deus, Rei dos reis, Senhor dos senhores, Jesus, em sabedoria, entendia o seu papel como membro da sociedade civil também. Ele fazia jus ao cargo e missão exercida na terra. Um exemplo de líder e liderado. Um exemplo de rei e cidadão comum.

E nós, como nos comportamos diante da democracia do nosso país? Somos honestos ao pagar uma passagem no ônibus e receber o troco a mais? Somos honestos quando nos enrolamos para sair de casa e chegamos atrasados no trabalho? Somos honestos nas obrigações cotidianas, simples e complexas? Espero que sim, somos sim, cristãos honestos em todas as situações que demandam a nossa vida diária.

Que sejamos de fato como Jesus. Amar como Ele ama, olhar como Ele olha, compreender como Ele compreende e se comportar como Ele se comportou enquanto esteve na presente esfera terrestre como homem. Como eu e como você.

:: Renato ferreira

  ibl_site