Created with Snap

Vida Cristã

A humildade de Deus e o engrandecimento do homem

Nenhum Comentário
Fonte: pexels.com

Fonte: pexels.com

“A Tua clemência me engradeceu.” É o que diz o Salmo 18.35. Davi, em seus muitos escritos, entendeu que toda sua grandeza vinha do próprio Deus. Charles Spurgeon, em seu livro de devocional diário, nos ensina que algumas outras traduções dizem: “O Teu cuidado me fez prosperar” ou “A Tua humildade me engradeceu”.

Diante de um mundo que nos cobra riquezas, títulos, bens, poses, boa aparência e valoriza o material, é essencial olhar para o exemplo de Cristo e seguir o Mestre. A Bíblia diz que mesmo sendo o próprio Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-Se; mas esvaziou-Se a Si mesmo, vindo a ser servo, tornando-Se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-Se a Si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz!

Quão grande é o exemplo do Salvador! Que glória poderosa há na servidão de Jesus! Você consegue perceber quão desapegado às coisas desta terra é Jesus? Como pode o Dono do universo ser tão desprendido da fama, glória e poder?

Os olhos de Jesus não estavam no poder. O projeto da salvação não tinha nada a ver com o poderio que o sistema poderia oferecer. Antes, a Bíblia diz que Deus escolheu o que para o mundo é loucura para envergonhar os sábios, e escolheu o que para o mundo é fraqueza para envergonhar o que é forte.

Ele escolheu o que para o mundo é insignificante, desprezado e o que nada é para reduzir a nada o que é, a fim de que ninguém se vanglorie diante Dele (1 Co 1). O Rei do universo escolheu vir de uma cidade pequena para que dEle fosse dito: “Pode acaso vir alguma coisa boa de Nazaré”? (João 1.46); em vez do berço de ouro, nasceu em um estábulo e não tinha lugar para reclinar a cabeça (Mateus 8.20); e, em vez de andar com os fariseus, era amigo de publicanos e pecadores (Lucas 7.34).

O foco de Jesus claramente não era estabelecer um projeto de poder, mas amar e salvar pessoas. Por amor a mim e você Ele Se fez pequeno, para que fôssemos feitos grandes diante de Deus. Sem Cristo, vivíamos mortos, enterrados no lamaçal do pecado, mas por intermédio do sacrifício do Cordeiro fomos resgatados do Império das Trevas e transportados para o Reino do Filho do Seu amor!

Além disso, fomos chamados não mais de servos, mas de amigos e herdeiros com Cristo! Assim como Davi atribuiu toda sua grandeza a Deus, nosso coração teimoso deve se despir de sua arrogância e submeter-se a Jesus. Nossas vidas devem ser pautadas na humildade de Cristo e na lembrança de que estamos no mundo, mas por aqui somos apenas peregrinos.

A busca por vanglória, reconhecimento, fama e poder pode facilmente distrair nossos pés do verdadeiro caminho. Em altos ou baixos cargos, honremos a Deus. Com bons salários ou salários desvalorizados, sejamos contentes. Em posições visadas ou escondidas, estejamos cientes de que Ele nos vê e todos nós temos igual valor perante o Salvador. Que em todas as situações lembremo-nos do manso e humilde comportamento de Cristo e abafemos as internas vozes do ego que insistem em querer alimentar nossa alma.

Amado Jesus, ensina-nos a ser como Tu és!

:: Aléxia Duarte [Grupo De Ação Política – GAP]

  dayanecristina