Created with Snap

Vida Cristã

A imagem do Pai

Nenhum Comentário

GÊNESIS 1.27-31

Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou;
homem e mulher os criou. (Gn 1.27.)

A história fala de um tribuno que contava com a simpatia e o respeito
de todo o Senado da antiga Roma. Ao morrer, deixara um ? lho que tinha
o mesmo nome. Este gostava de des? lar pela cidade exibindo um grosso
cordão de ouro ao pescoço, com uma medalha com a imagem do famoso
pai esculpida. Entretanto ele não exibia em sua vida as mesmas virtudes
paternas; pelo contrário, era um devasso e maculava com atitudes grotescas
o bom nome recebido. Então, os senadores do Império se reuniram e o proibiram
de andar com aquele colar, exibindo a imagem do pai, enquanto não
mudasse de comportamento.

A atitude dos senadores pode nos parecer um tanto radical. Entretanto
era realmente uma ofensa à lembrança do bom tribuno o estilo de vida do
? lho. Da mesma forma, isso sucede conosco. Fomos feitos à imagem e à
semelhança de Deus. Contudo, após o pecado, perdemos a condição de
estampar a beleza do caráter do Pai celestial. Nossas falhas são muitas.
Mas, graças a Deus, que nos dá a vitória em Cristo Jesus, nosso Salvador!
Somos como a moeda sob a terra, que, devido à corrosão, perdeu a sua
efígie esculpida. Seu valor não pode ser de? nido, a não ser que passe por
nova fundição e cunhagem. E isso se deu conosco. Ali, na cruz do Calvário,
fomos transformados, lavados, regenerados e, então, “nascemos de novo”.
Quando nos arrependemos e recebemos o perdão de Deus, a natureza divina
foi enxertada em nós. Recebemos um novo coração, e, agora, nossos olhos
vêem a vida de forma diferente. Podemos caminhar mirando a face do Pai e
trazendo no rosto o brilho de sua glória! A sua imagem está sendo completamente
restaurada em nós pelo Espírito Santo. A sua maravilhosa graça nos
tornou ? lhos de Deus. Aleluia!

Pai celeste, muito obrigado por Cristo Jesus, meu bondoso
Salvador, pelo tão grande preço que ele pagou por mim. Eu
me rendo aos teus pés, quero amar-te, servir-te e adorar-te
enquanto viver. Amém.

Pra. Ângela Valadão

 
Tags