Created with Snap

Vida Cristã

A mulher samaritana

Nenhum Comentário
Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

Jesus deixou a Judeia, retirando-Se outra vez para a Galileia, e era necessário atravessar a província de Samaria, chegando a uma cidade samaritana chamada Sicar.

Cansado da viagem,  assentara-Se junto à fonte de Jacó, por volta do meio-dia. Nisto, veio uma mulher samaritana tirar água.  Naquela época não era comum as mulheres do Oriente Médio tirarem água ao meio-dia. Geralmente, enchiam seus cântaros de manhã cedo e ao entardecer, quando a temperatura estava mais amena. A mulher samaritana tinha má reputação e talvez tivesse ido ao poço ao meio-dia para evitar o encontro com outras mulheres, que poderiam, eventualmente, desprezá-la.

E Jesus, quando vê a mulher, diz: “Dá-me de beber!”

Nesse momento o Senhor quebra três regras sociais:

  • As mulheres eram consideradas muito inferiores aos homens. Um homem do Oriente Médio jamais falaria com uma mulher em público;
  • Os samaritanos eram discriminados pelos judeus; todo contato era evitado;
  • Nenhum homem respeitável, especialmente um mestre, falaria com uma mulher de má reputação.

Jesus ignorou todas essas regras sociais ao dialogar com a samaritana.  Ele ofereceu perdão e a fonte da água da vida eterna.

O livro de João, no capítulo 4, menciona que a mulher retornou à cidade proclamando a vinda do Messias prometido.

“Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, e foi à cidade, e disse àqueles homens: Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Porventura não é este o Cristo?”

Que história emocionante!

Quando encontramos Jesus, somos transformados, nosso passado é apagado e perdoado e nos tornamos nova criatura.

Deus te abençoe!

:: Suely Marques de Rezende [Colaboradora do Lagoinha.com]

  ibl_site