Created with Snap

Vida Cristã

Celebrando a valorização da vida

Nenhum Comentário
Foto: pexels.com

Foto: pexels.com

“Porque andamos por fé e não por vista” (2 Coríntios 5.7).

Em setembro deste ano fora abordado a temática da valorização da vida, do combate à depressão e ao suicídio. Ouvi falar de histórias incríveis, de pessoas que conseguiram vencer o sofrimento e dar a volta por cima. Em contrapartida, ouvi dizer também sobre algumas histórias tristes, de vidas que foram interrompidas e famílias desestruturadas com tamanha crueldade para com as vítimas e entes queridos que ficaram.

Conforme o versículo cita, vivemos por aquilo que cremos e não pelo que estamos vendo a olho nu. A vida nos reserva tantas surpresas desagradáveis, são tantos porquês,que acabamos a nos esquecer de que o nosso Deus Criador está cuidando de tudo, da maneira Dele e no tempo Dele.

Estamos na era da geração z, uma juventude repleta do eu sei, mas no fundo, estou perdido (a). Uma juventude repleta do tenho muitos amigos, e não tenho nenhum. Uma juventude triste, sem o vigor e façanhas da idade. Depressão é uma doença traiçoeira, silenciosa e tem matado 1 pessoa a cada 40 segundos no Brasil.

O Setembro Amarelo terminou, mas a nossa responsabilidade como cristãos, educadores, pais, mães, irmãos, tios, tias, avós e avôs, continua mais firme do que nunca. É nosso dever observar os nossos jovens e oferecer aquele ombro amigo que eles tanto necessitam e em algumas vezes até pedem em formato de atos rebeldes e não compreendidos por nós adultos.

Das autoridades governamentais, podemos solicitar políticas públicas que incentivam a valorização da vida. Criar programas sociais é um passo importantíssimo, mas orar, cuidar e demonstrar amor e afeto, faz a diferença e pode sim mudar o índice de suicídio em nosso país. Certas tragédias podem ser evitadas por nós ao simples ato de estender a mão para ajudar o outro.

Valorize a vida do seu próximo como se fosse a sua.

:: Renato Ferreira

  ibl_site