Created with Snap

Vida Cristã

Conceitos bíblicos genéricos

Nenhum Comentário

A Bíblia é específica em algumas coisas e generalista em outras. Este é um aspecto divino das Escrituras que as fazem aplicáveis em qualquer tempo e lugar.

Exemplo disso é a irrepreensibilidade que se espera dos filhos de Deus. É o que lemos em Filipenses 2.15: “Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual esplandeceis como astros no mundo”.

Ser irrepreensível é um conceito genérico. É não ser merecedor de repreensão, seja por qual motivo for. Isto vai além de qualquer lista de pecados, incluindo até o que não é pecado mas pode ser errado, indevido ou inconveniente, inclusive em virtude da cultura de qualquer época e lugar, (mas não significa que alguma cultura possa justificar o pecado).

O mesmo princípio se encontra na “boa reputação” exigida dos diáconos (At 6.3) e no “bom testemunho dos que estão de fora” em relação aos bispos (1 Tm 3.7), que não se restringe aos mandamentos bíblicos, mas inclui a opinião de pessoas não cristãs a respeito daqueles que pretendem ser líderes na igreja de Jesus.

O próprio Cristo perguntou um dia aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem”? (Mt 16). Ele queria saber quais eram as opiniões das pessoas a seu respeito. Havia ideias erradas sobre ele, mas todas eram positivas. O que ouviremos se fizermos uma pesquisa sobre a nossa reputação?

A irrepreensibilidade ainda não é santidade, pois esta inclui nossos sentimentos, pensamentos, intenções, desejos e outros aspectos do nosso interior que só Deus pode ver e julgar.

:: Pr. Anísio Renato de Andrade

  ibl_site