Created with Snap

Vida Cristã

Cristão e Política: as últimas palavras de Davi

Nenhum Comentário
Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

“O Deus de Israel falou, a Rocha de Israel me disse: ‘Quem governa o povo com justiça, quem o governa com o temor de Deus, é como a luz da manhã ao nascer do sol, numa manhã sem nuvens. É como a claridade depois da chuva, que faz crescer as plantas da terra” (2 Samuel 23.3,4).

Essas são as últimas palavras do maior rei da história de Israel, chamado de o “homem segundo o coração de Deus”. Davi aponta uma relação direta entre o governo e a prosperidade da terra. O rei apresenta de forma figurada o que significa um governo justo e temente a Deus. Poderíamos discorrer uma série de aspectos que caracterizam um governo justo, como, por exemplo, governos que não são levados pela tentação da corrupção; que não governam para os mais ricos em detrimento dos mais pobres; que trabalham para favorecer um ambiente em que as potencialidades dos indivíduos são aprimoradas e valorizadas; que não sacrificam inocentes em detrimento de bandidos.

O segundo aspecto apresentado por Davi é o temor a Deus. Temer a Deus significa entender que de tudo que fazemos prestaremos conta a Ele. Interessante observar que grandes monarcas da antiguidade se colocavam como fonte última de autoridade sobre o povo. Governavam como se não precisassem prestar contas a ninguém. Davi enfatiza que o temor a Deus é pré-requisito para um governo bem-sucedido. O entendimento de que todas as ações de um governante serão julgadas não somente pelos órgãos de controle da esfera pública, mas por Deus primeiramente, converge as ações da autoridade governamental para o bem comum e não em benefício próprio.

Davi compara as consequências de um governo justo e temente a Deus com a “luz da manhã, ao nascer do sol, numa manhã sem nuvens”. O romper da manhã simboliza a esperança. A Palavra de Deus diz que as misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã. A figura utilizada por Davi traz consigo a esperança depois do período de escuridão, a oportunidade de reconstruir planos, de traçar novos projetos, da alegria depois do período de choro. Ao mesmo tempo, Davi compara o governo justo e temente a Deus à “claridade depois da chuva, que faz crescer as plantas”. Depois do período nebuloso, escuro, de desconfiança e medo, vem a luz da esperança, que traz crescimento às plantas, simbolizando desenvolvimento e prosperidade.

Que em cada esfera de governo da nação brasileira haja homens e mulheres que governam com a justiça, temendo a Deus, para que o Brasil saia da madrugada nebulosa que estamos atravessando por séculos. Que venha a luz da manhã e a claridade, que fará crescer nossas plantas!

:: Carlos Said Pires [Grupo de Ação Política – GAP]

  dayanecristina