Created with Snap

Vida Cristã

Cristão e política: Reforma da previdência e a fé na aposentadoria

Nenhum Comentário
Foto: pexels.com

Foto: pexels.com

Muito acalorados têm sido os debates acerca da reforma da previdência em todo o país. Há os que são favoráveis, alegando ser um mal necessário. Outros não têm opinião formada sobre o tema e há os que são contrários, alegando retrocesso de direitos.

Muitos são os argumentos dos que militam em ambos os lados (favoráveis ou contrários a reforma), e ainda há aqueles que opinam sem nada entender do assunto. Muitas notícias falsas (positivas e negativas) em relação a reforma da previdência tem sido espalhadas pela internet, e elas estão sendo tomadas como verdade sem nem mesmo serem verificadas.

Esse cabo de guerra entre quem é a favor e quem é contrário, somado a desinformação sobre o tema, e a propagação de notícias falsas de maneira deliberada, tem gerado preocupação em muitas pessoas com relação a: se vão ou não conseguir se aposentar; quais serão as regras para transição; quantos anos mais serão necessários trabalhar, entre outros receios.

O projeto da reforma da previdência

O projeto da reforma ainda nem acabou de tramitar na Câmara dos Deputados e já foi modificado diversas vezes, e depois que sair de lá, ainda vai para o Senado, e é bem provável que outras alterações ainda sejam realizadas. Muita coisa ainda vai acontecer até o fim deste processo, mas uma dúvida que paira é: e o cristão, de que lado está? Favorável ou contra? Está em tranquilo ou receoso? A resposta a essa pergunta é outra pergunta: onde está depositada sua fé?

Se for na força do seu braço, do seu trabalho, e no tempo de contribuição para sua aposentadoria, você realmente deve estar passando por dias de muita incerteza. Mas se sua fé estiver depositada na palavra de Deus, certamente não está inseguro.

Fé na Palavra

1- “Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus” (Ro 8.28). Se você confia que é do Senhor que provém o seu sustento, porque se atormentar com as regras desta terra sobre trabalho e aposentadoria?

2- “No suor do rosto comerás o teu pão, até que torneis à terra, (…)” (Gn 3.19). O trabalho não é um fardo, pelo contrário, Deus o atribuiu a Adão (cuidar do jardim) antes mesmo que ele pecasse, pois o trabalho dava um propósito útil a vida de Adão, e o mesmo é com todos nós.

3- “Na velhice darão fruto, permanecerão viçosos e verdejantes, para proclamar que o Senhor é justo” (Sl 92.14). Respeitadas as limitações da idade, e o chamado profissional de cada um, a Bíblia não relata nenhum homem de Deus que aposentou-se depois de muito trabalhar na vida. Pelo contrário, a Bíblia registra que todos os homens de Deus, como Abraão, Moisés, Josué, Calebe, Paulo, foram produtivos até o último momento de suas vidas (Js 15.14; Gn 12.1; Ex 5.1; Lc 1.36). Paulo provavelmente estava com mais de 60 anos quando fez a sua última viagem missionária. Então para que se preocupar tanto?

O futuro do trabalhador cristão

É bíblico que devemos trabalhar e poupar, pensando no futuro e na herança dos filhos, mas o tempo de parar de trabalhar não consta na Bíblia, este está no encargo do próprio Deus! O que não quer dizer que o cristão não deva se informar sobre o que tramita no Congresso Nacional sobre a reforma da previdência, mas isso não deve afeta-lo, pois como está escrito em Eclesiastes 8.7 “Visto que ninguém conhece o futuro. Quem lhe poderá dizer o que vai acontecer?” E acrescento ainda: Se não sabemos o futuro, porque nos preocupar tanto com datas para se aposentar?

O Senhor nos fala em Jeremias 29.11 “Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês, diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de causar dano, planos de dar a vocês esperança e um futuro”. Confie apenas, e faça seu melhor sempre!

Independentemente do que será aprovado, o cristão está ciente que sua segurança está em Deus, não em leis dos homens, seja referente à reforma da previdência ou em relação a qualquer outra coisa. Tenhamos fé.

Dayanna Fagundes – Grupo de Ação Política – GAP

  ibl_site