Created with Snap

Vida Cristã

Entre a promessa de Deus e o seu cumprimento

Nenhum Comentário

2020-Ano-da-Promessa-HD

“O SENHOR determinou uma promessa a Davi, um juramento firme que Ele não revogará jamais: “Estabelecerei um dos teus descendentes no teu trono”” (Salmo 132.11).

Davi estava disposto e preparado para construir o templo, porém ele nunca iniciou a construção. Seu filho Salomão o construiu. Isso porque as palavras que o profeta Natã deu a Davi são referidas como a uma aliança que Deus fez com Davi (2 Samuel 7.12).

Deus fez a promessa a Davi que levantaria um da sua semente para sentar no seu trono, e ele teria um reino eterno. Este é Jesus e ansiamos pelo cumprimento final desta promessa (Apocalipse 22.5).

Entretanto é importante ressaltar que Davi, como Abraão, e muitos outros que receberam promessas de Deus, não tiveram uma vida fácil. Ele cresceu como o filho mais novo de uma grande família, a qual, no Israel de 1.000 A.C., significava ter que cuidar das ovelhas e levar recados aos seus irmãos mais velhos, que eram de difícil trato (1 Sm 15-17).

Durante esta época ele aprendeu um nível de fé em Deus que poucos homens tiveram, sendo que Davi esperou muitos anos desde o dia em que Samuel o ungiu até o dia em que ele se assentou sobre o trono de Israel.

Quando Deus fez a promessa a Abraão de dar-Ihe um filho, ele tinha setenta e cinco anos de idade (Gn 12.4), mas, quando a promessa se cumpriu ele já estava com cem anos de idade (Gn 21.5), o que perfaz um período de espera de vinte e cinco anos.

Tudo isso demonstra que entre a promessa e o seu cumprimento existe um processo. Um tempo de espera que não significa derrota, ou de falta de fé, mas faz parte da operação da própria fé. É um tempo em que Deus trabalha mais dentro do que fora de nós e toda espera sempre traz amadurecimento, perseverança e fé, para que possamos receber o que o Senhor prometeu.

Por isso, apeguemo-nos com firmeza à esperança que professamos, pois aquele que prometeu é fiel (Hebreus 10.23). Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? (Nm 23.19).

Creia que nada está perdido até que Deus estabeleça o final! Fiel para cumprir é aquele que prometeu, sendo que Deus tem colocado um cântico novo em nossos corações para 2020, o qual tem sido este: “A Tua promessa sempre estará de pé. Tu És fiel. Descanso em Tuas mãos. Minha confiança é. Meu Deus jamais falhou” (Trecho de Outra Vez / Do it Again – Diante do Trono).

:: Mariel Marra
Mariel é teólogo e advogado criminalista, pós-graduado em direito público.

  ibl_site