Created with Snap

Vida Cristã

No universo da criança

Nenhum Comentário
Foto: pexels.com

Foto: pexels.com

No universo da criança há amor, verdade e um coração inocente. Não digo puro, porque já nascemos pecadores. Mas falo das características prováveis de serem encontradas na maioria delas.

Na passagem de Marcos 10.14, que diz “[…] Deixem vir a mim as crianças, não as impeçam; pois o Reino de Deus pertence aos que são semelhantes a elas”, Deus ensina que devemos ter um coração como de uma criança, ou seja, precisamos ter humildade, ser abertos a aprender cada dia mais, ser ensináveis.

A imaginação dos pequeninos nos leva a enxergar que o ser humano é capaz de ir muito longe se mantiver seus pés no chão. Quando olhamos para Deus com os olhos de uma criança, vemos a Sua grandeza. No espaço físico, a criança enxerga tudo à sua volta com uma proporção bem maior do que a de um adulto. Assim devemos ver o Senhor, sabendo o quanto é grandioso e capaz de solucionar qualquer dificuldade que estamos passando.

Outra perspectiva que a criança nos mostra em seu “mundo” é a capacidade de confiar. Ela se joga nos braços do pai, sem se preocupar se ele vai dar conta de carregá-la ou não. Podemos agir assim com o nosso Pai, entregar a Ele toda a carga que está pesada, na certeza de que Ele suportará o peso e nos aliviará.

No universo da criança há curiosidade. Ela pergunta, pergunta de novo, pergunta mais uma vez. Ela é persistente. Enquanto não sanar sua dúvida, não vai parar de perguntar. Isso nos ensina a ter perseverança. A fé é alimentada pela nossa capacidade de sermos perseverantes. Quando agimos assim, agradamos a Deus.

A criança tem facilidade de esquecer o que a feriu. E nos ensina mais uma vez. Perdoar é uma atitude sábia, mas só pode ser executada por alguém que tem esse coração aberto para o perdão, alguém que não possui um espaço separado dentro de si para guardar as mágoas e o rancor.

São tantas as lições que podemos aprender com as atitudes de uma criança. Acima de tudo, elas nos ensinam a ter alegria nas pequenas coisas. Alegrar e despertar gratidão no coração de uma criança é algo simples. Olhe elas nos ensinando de novo!

Por esses citados e por tantos outros motivos, somos chamados a entrar no universo das crianças. Somos chamados a viver segundo a vontade de Deus, e o que Ele deseja de nós é que sejamos como os pequeninos.

:: Renata Giori

  dayanecristina