Created with Snap

Vida Cristã

O clamor dos perdidos

Nenhum Comentário

MATEUS 28.18-20

Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome
do Pai, do Filho, e do Espírito Santo. (Mt 28.19.)

O mundo geme sua perdição,
Se arrasta na lama;
E, desesperado, clama:
Queremos perdão!
Queremos conhecer o amor;
Queremos ter esperança.
Em quem colocar con? ança?
Onde encontrar segurança?
Oh, nossas mãos estão algemadas,
Nossos pés, em grilhões, se emperram.
Nossa mente atordoada está sem direção.
Oh, onde encontrar salvação?
Quem virá abrir os olhos aos cegos?
Desatar as ataduras dos mortos,
E vida lhes soprar?

Um missionário branco esteve entre os selvagens africanos pregando o
evangelho. Logo no primeiro ano, houve dezenas de conversões na tribo. O
chefe e o feiticeiro também se converteram. Certa vez, conversando com o
missionário, aquele líder, em lágrimas, confessou sua tristeza por não ter conhecido
Cristo há mais tempo. Por desconhecer a Palavra de Deus, ele havia
sacri? cado nove ? lhos aos espíritos que pensava serem bons e que dariam
chuva e prosperidade para a tribo. Agora, como gostaria de estar com esses
? lhos ao seu lado para, juntos, desfrutarem da companhia do Senhor.

Aquelas lágrimas chegam até nós hoje. Há multidões que ainda não ouviram
falar de Cristo. Estão à mercê das trevas. Você não quer ser um pregador
de “boas-novas”? Você pode ouvir o clamor das pessoas sem Cristo?

Pai, ouço o clamor dos povos perdidos. Ajuda-me a ser ? el
ao teu chamado. Dá-me liberalidade para contribuir com
o crescimento da tua obra e capacita-me a falar de ti aos
outros. Amém.

 

 
Tags