Created with Snap

Vida Cristã

O mundo e a alma

Nenhum Comentário

Devocional“Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma”? (Mc 8.36). Nessa frase, Jesus fala de duas dimensões: “o mundo”, caracterizado principalmente pelas coisas materiais, e a “alma”, representando o aspecto espiritual do ser humano. É o visível em confronto com o invisível. São duas realidades concorrentes, com seus próprios valores e características. Não podemos anular nenhum dos dois, mas precisamos ter plena consciência de que, embora vivamos no mundo, não lhe pertencemos (João 17.16). O mundo é um sistema sob domínio de Satanás (1 João 5.19). Em todo o tempo, ele tenta nos seduzir e envolver. Duas palavras muito importantes na fala de Jesus são: ganhar e perder. O mundo se apresenta como fonte de satisfação para a nossa cobiça, oferecendo-nos muitos ganhos, mas, em contrapartida, existem perdas.

Qual é o preço pago por vantagens e prazeres aparentemente gratuitos? Que tipo de renúncia fazemos na busca insaciável por conquistas materiais? Em nome da aparência sacrificamos a essência? Qual será o proveito disso? De que vale um mundo sem alma? Seria como lâmpada sem luz, casa sem família, relações sem amor, riquezas sem valores. O resultado é o vazio e a angústia sentidos por Judas Iscariotes, embora tivesse nas mãos as 30 moedas de prata. Que a nossa dedicação ao mundo, relacionada às necessidades cotidianas, não seja tanta que nos impeça de investir no principal, que é o relacionamento com Deus. Além de tudo, é importante lembrar que o mundo passa (1 João 2.17), mas a alma é eterna. Quando Jesus fala de sua perda, Ele Se refere à perdição eterna de uma alma sem Deus. Nossas almas precisam de Cristo, pois Nele está o seu descanso, sua paz e plena realização (Mt 11.29).

:: Pr. Anísio Renato de Andrade

  dayanecristina