Created with Snap

Vida Cristã

Pais e filhos

Nenhum Comentário
Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

“Quando vossos filhos vos perguntarem: Que culto é esse? Então direis: Este é o sacrifício da páscoa ao Senhor, […] que livrou as nossas casas” (Ex 12.26-27; 16.32; Dt 11.19). Essa instrução foi dada por Deus aos israelitas no dia em que foram libertos da escravidão no Egito. No capítulo 13, Deus falou sobre a consagração dos filhos.

Um dia nossos filhos perguntarão sobre o nosso passado, seja bom ou mau, se é que ainda não o fizeram. O que diremos? É uma importante prestação de contas. Vossos filhos serão vossos juízes (Mt 12.27). Será muito bom se você tiver um bom testemunho para dar, apesar dos erros e percalços do caminho. Se começamos mal, procuremos consertar e terminar bem. A nova geração tem suas perguntas. Será que temos as respostas? Trata-se de um ensinamento mais importante do que aquele que se adquire nas escolas.

Os pais precisam ter conhecimento bíblico, conhecimento de Deus, para ensinar aos seus filhos. Não devem ser omissos, esperando que o filho cresça e aprenda por si mesmo. Alguém deixa de colocar a criança na escola, esperando que ela decida estudar, ou não, quando crescer? Não. Os filhos perguntariam sobre o culto. Portanto eles deveriam participar. Não deixe de incluir os pequenos no culto ao Senhor. Que eles perguntem “Que culto é esse?”, e não “Que mato seco é esse?”, “Que pó branco é esse?”, “Que água é essa na garrafa?”…

Sobretudo os israelitas não estavam ensinando apenas teoria. Eles foram libertos do Egito, mediante a sobrenatural intervenção divina. Precisamos, portanto, ter experiências com Deus para contar aos nossos filhos, embora esse não seja o principal objetivo. Afinal, eles também precisarão conhecer o Senhor e ter suas próprias experiências. Porém não precisam voltar ao Egito nem conhecer Faraó. Que a nossa vivência sirva como base para que eles possam ir mais longe e conhecer as maravilhas do Senhor.

:: Pr. Anísio Renato de Andrade

  ibl_site