Created with Snap

Vida Cristã

Palavras contrárias

Nenhum Comentário

 

Quando Samuel foi à casa de Jessé para ungir o próximo rei de Israel, Davi foi esquecido ou desconsiderado pelo próprio pai. Ele seria o menos indicado, aos olhos humanos. Contudo, sobre a sua cabeça o óleo sagrado foi derramado (1 Sm 16.1-13).

Quando Golias afrontava o exército de Israel, Davi chegou e ouviu seus insultos, mas foi duramente repreendido e acusado por seu irmão mais velho, Eliabe, que lhe disse: “Por que desceste aqui? Com quem deixaste aquelas poucas ovelhas no deserto? Bem conheço a tua presunção e a maldade do teu coração” (1 Sm 17.28). Davi não lhe deu ouvidos. Em seguida, ofereceu-se para enfrentar o gigante, mas o rei Saul tentou fazê-lo desistir, dizendo: “Contra este filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu ainda és moço e ele homem de guerra desde a sua mocidade” (1 Sm 17.33).

O próprio gigante desprezou, amaldiçoou e ameaçou Davi. (1 Sm 17.42-44). Golias não usou a espada contra ele, mas apenas palavras. Todos estavam contra o jovem pastor, mas sobre ele estava a unção de Deus. Todas as palavras que lhe diziam eram de desânimo, incredulidade e derrota, mas ele estava confiado no nome do Senhor dos exércitos (1 Sm 17.45).

Davi estava determinado a derrubar Golias, ainda que esta não fosse sua obrigação. Ele não recebeu ordem, nem mesmo de Deus, para fazer tal coisa, mas viu, naquele grande desafio, a maior oportunidade da sua vida. Da mesma forma, podemos encontrar barreiras e palavras desanimadoras, seja dos de fora ou dos de dentro, mas prevaleceremos contra o inimigo, em nome do Senhor Jesus Cristo, e viveremos todo o propósito de Deus para nós.

:: Pr. Anísio Renato de Andrade

  ibl_site
Tags