Created with Snap

Vida Cristã

Treino para o reino

Nenhum Comentário

devocio

Davi começou cuidando de poucas ovelhas (1 Sm 17.28) e louvando a Deus sem plateia. Às vezes aparecia um leão ou um urso para atormentar, mas o jovem pastor defendia seu rebanho com bravura (1 Sm 17.34-35). Os problemas transformavam-se em vitórias e experiências. As dificuldades foram importantes para o desenvolvimento de suas habilidades.

Certo dia, ele foi chamado e ungido para reinar (1 Sm 16.13). Todos sabiam que Davi era muito novo e não reunia as condições mínimas necessárias ao exercício da função, mas aquele era apenas o começo. Somente aos trinta anos Davi chegaria ao trono de Israel (2 Sm 5.4).

Nesse meio tempo, ele ainda exerceria outras funções servindo ao seu pai, seus irmãos e ao próprio Saul. Ele seria músico e “exorcista” do palácio (1 Sm 16.23), matador de gigante (1 Sm 17.50), escudeiro (1 Sm 16.21) e comandante militar (1 Sm 18.5) até que a inveja dominasse o coração de Saul ao ponto de querer matá-lo (1 Sm 19.1).

Precisou fugir e esconder-se numa caverna, onde tornou-se líder de quatrocentos homens marginalizados (1 Sm 22.1-2). Todo esse processo envolveu perdas e ganhos, mas, sobretudo, foi um longo treinamento para que Davi se tornasse o maior rei da história de Israel.

Nós também, que servimos ao Senhor, podemos passar por muitas situações difíceis, mas “todas as coisas cooperam juntamente para o bem daqueles amam a Deus e são chamados segundo o seu propósito” (Rm 8.28).

:: Pr. Anísio Renato de Andrade

  ibl_site