Created with Snap

Vida Cristã

Você não é o centro do universo

Nenhum Comentário

DevocionalO egoísmo ultrapassa os limites dos cuidados pessoais, tornando-se uma espécie de idolatria. O egoísta não apenas defende seus direitos, mas impede que o outro exerça as mesmas prerrogativas. A Bíblia trata dessa questão mesmo quando não cita diretamente o tema. Nela encontramos uma ênfase voltada para a coletividade, seja no sentido de família, igreja, nação ou humanidade. Quando Deus chamou Moisés, ele já estava fora do Egito, mas precisou voltar para libertar o povo. A solução do seu problema particular não seria suficiente diante de Deus. Depois, o Senhor libertou a nação de Israel e lhe deu um só destino: a terra de Canaã. Não seria admissível que cada um escolhesse uma direção particular, pois isso representaria o fim daquele povo.

Examinando os Dez Mandamentos, também percebemos forte combate ao egoísmo (Ex 20). Nenhum israelita poderia ter o seu deus particular nem escolher livremente um dia de descanso semanal ou fazer prevalecer seus desejos pessoais em questões sexuais, patrimoniais ou de qualquer natureza em detrimento do seu semelhante. Aqueles preceitos ensinam o indivíduo a respeito das relações com Deus e com o próximo. Em outras palavras: eu não sou o centro do universo.

Ao contrário do que possa parecer, o egoísmo é o caminho da autodestruição, pois sempre precisamos uns dos outros. Nenhum de nós sabe tudo nem tem a capacidade de fazer todas as coisas. Hoje, a ênfase mundana é individualista. Cada um quer ter seu próprio carro, seu celular, sua TV, seu computador etc. O compartilhamento é desaconselhado pois reduz o lucro de quem vende. Os direitos de cada um, embora justos em certas situações, podem conduzir ao isolamento e à solidão. Toda convivência requer certo grau de renúncia e tolerância, onde cada pessoa abre mão de alguma coisa para o bem de todos. A individualidade é importante, mas o individualismo é perigoso. Não posso fazer prevalecer a minha opinião sobre doutrinas ou leis que estabelecem o legítimo interesse coletivo. O egoísmo tem separado casais e destruído famílias. A solução está no ensinamento de Jesus: “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”.

:: Pr. Anísio Renato de Andrade

  dayanecristina